AH!! OS NOSSOS PENSAMENTOS



Nossos pensamentos devem ser favoráveis a nós, devem ser elementos que cooperam com a gente, que nos levam na direção que desejamos e não o oposto a tudo isso.

Ou jogamos abertamente a nosso favor, ou jogamos contra nós; não há uma terceira via. A Lei da Atração não opera satisfatoriamente em meio a vibrações que se contradizem o tempo todo.

“Ah, Tom... mas somos pessoas tão sérias! Somos seres tão preocupados com as coisas! Levamos tudo tão a sério! É quase impossível não dar atenção àquilo que se passa a nossa volta quando o que há não é lá muito agradável.”


Pois que se danem as tais “seriedades” da vida!

Não estamos interessados em “seriedades”; interessa-nos é fazer com que as coisas aconteçam pra gente no embalo da alegria. Não queremos nos tornar uma carranca presa na proa de um barco. Como estão expostas à constante umidade, até carrancas feitas de madeira-de-lei apodrecem com o passar do tempo.

Há algumas facilidades ou benefícios a respeito da Lei da Atração que até mesmo alguns ditos estudiosos sobre o tema desconhecem. E um dos que acho mais interessantes é o seguinte:

Digamos que alguém tenha um punhado de desejos. E digamos que entre tais desejos haja algumas coisas que tal pessoa acha mais complicadas de fazer manifestar. Outras, por outro lado, considera mais fáceis. Embora já saibamos que tudo está num mesmo patamar de extrema facilidade, é comum as pessoas dividirem aquilo que desejam em níveis de dificuldades. Pois bem... já que “cabeça de burro não se lava com xampu”, que seja...


Pois o mais espetacular na coisa toda é o seguinte:

Depositada nossa atenção emocional naqueles itens de desejos que consideramos mais “acessíveis”, ou mais “fáceis”... os demais vêm de carona!!!

Uma alegria jamais vem desacompanhada.

Um item de satisfação jamais vem sem seus pares.

Uma vibração de felicidade jamais vem sozinha.

A única coisa que não dá pra fazer é escolher lixo, focar em lixo e não se afastar do lixo nem “que a vaca tussa”.

E aí reclamar...

“Ai, Tom... se as coisas fossem tão fáceis assim...”

“Puta que o pariu... como é complicada essa coisa de Lei de Atração...”

“Puxa vida! Como sou coitado/a, Tom...”

Tal criatura não é uma coitada! Lembremos que o termo “coitado” vem de coito, e uma foda bem curtida é algo de gente de bem com a vida.

Tal criatura poderia ser incluída no rol das bossais vibracionais... daquelas que chafurdam no lixo por verem no lixo algum tipo de satisfação... mórbida satisfação...

Um foco posicionado num item de desejo considerado “pequeno”, “fácil” de fazer manifestar... até mesmo “bobinho”... nos garante a manifestação do pacote completo.

Não usa tal poder quem não quer.

Deliberadamente...

De livre e espontânea vontade como é tudo aquilo que vem ao Reino de Nossa Realidade.

Eis que nosso Luxuoso Expresso segue Majestoso em sua jornada!

Prazer enorme compartilhar dessa jornada na companhia de vocês!

Tim – tim!

Postar um comentário

0 Comentários