Jamais conseguiremos atrair uma realidade desejada se nos mantivermos em uma posição de tristeza, de desânimo ou de angústia.

Pra falar a verdade, não acho muito efetiva nem a posição emocional de expectativa. Sei lá explicar o porquê. Tantos que falam e escrevem sobre LdA falam que a tal alegre expectativa seria bacaninha.
Eu já acho fácil demais derrapar da tal alegre expectativa direto pro atoleiro da ansiedade... tipo... “Tô alegremente expectativíssimo! Assim sendo, cadê? Cadê? Cadê? Cadê? Cadê o que tanto quero? Olha meu sorriso de expectador alegre, Universo! Cadê? Cadê? Cadê?”

Podemos sim atrair a nós absolutamente tudo!
Mas seja lá o que for o tudo, ele já deve estar presente dentro da gente.

A vida da gente sempre estará repleta daquilo que já existe antecipadamente dentro de nós.


Um sentimento de falta, mesmo que bem maquiado com um enorme sorriso, emite apenas a vibração de falta. A LdA não nos olha no rosto, capta exclusivamente aquilo que vibramos; e essa parte de nós é absolutamente impossível disfarçar, esconder ou maquiar.


Assim como se sentir em posição miserável, sempre atrairá realidade miserável... por mais que depositem moedinhas em nossa canequinha, será como se houvesse um furo nela... um rombo vibracional que só nós mesmos e ninguém mais é capaz de tapar.


Falo tudo isso porque Lei da Atração não é instrumento manejável por desconfiados. "Será que essa coisa funciona mesmo?”


Se partimos desse princípio, o que nos perturba ainda supera em força aquilo que é capaz de transformar. Aí o que perturba permanece. Vibrações dominantes sempre determinaram nossa realidade; desde a época em que fazíamos xixi em fraldas.


Resumindo...


A questão toda é se dar conta de que o universo que geramos dentro de nós despeja exatamente aquilo que temos diante de nossos olhos. Tim tim por tim tim.



E optar que tipo de Lei da Atração desejamos ver atuando em nossas vidas, se uma fada-madrinha banhada em Dior, ou se uma madrasta verruguenta, fedida à suvaco e com hálito de cebola roxa.


Sem engodos...


Sem maquiagens que, em verdade, nada escondem...


Sem espichar canequinhas ao aguardo de esmolas que nada resolvem.


Apenas verdadeiramente criando antes dentro de nós aquilo que desejamos ver sinceramente ao nosso redor.


E nosso Expresso prossegue lindo em sua jornada de puro prazer.


Desejo a cada um de meus Queridos Companheiros de Viagem uma semana Maravilhosa!


Tim – tim!


TOM SOUSA