Já imaginou o que um Spielberg e um Springsteen possam ter em comum? um John F. Kennedy e um Martin Luther King Jr.Peter Rose e um Ronald Reagan?
Todos eles foram capazes de agir com firmeza, tendo em vista a realização de seus sonhos. Mas o que faz com que continuem, dia após dia, a pôr tudo que conseguiram em tudo que fazem? Existem, é claro, muitos fatores. No entanto, acredito que há sete características fundamentais de caráter que eles cultivaram dentro de si, que lhes dão o entusiasmo para fazer o que for preciso para serem bem-sucedidos.



CARACTERÍSTICA NÚMERO SETE - O DOMÍNIO DA COMUNICAÇÃO


A maneira como nos comunicamos com os outros e com nós mesmos é que, no final, determina a qualidade de nossas vidas. As pessoas que se realizam na vida. são aquelas que aprenderam a aceitar qualquer desafio que a vida lhes apresenta e a comunicar a experiência para si mesmas de uma forma que as faça mudarem as coisas com sucesso. As pessoas que falham recebem as adversidades da vida e aceitam-nas como limitações. As pessoas que modelam nossas vidas e nossa cultura são também mestres de comunicação para outros. O que têm em comum é a habilidade de comunicar uma visão, uma indagação, uma alegria, ou uma missão. Domínio da comunicação é o que faz um grande pai, um grande artista, um grande político, ou um grande professor. Quase todos os capítulos deste livro, de uma forma ou de outra, têm a ver com comunicação, resolução de lacunas, construção de novos caminhos e compartilhamento de novas visões.
Perguntaram certa vez a Bunker Hunt, o bilionário do petróleo do Texas, se ele tinha algum conselho que pudesse dar às pessoas sobre como ser bem sucedido. Ele respondeu que o sucesso era simples: primeiro, você decide com precisão o que quer; segundo, decide que pagará o preço para fazê-lo acontecer -e, então, paga esse preço. Se não der esse segundo passo, nunca terá o que quer a longo prazo. Gosto de chamar as pessoas que sabem o que querem e estão dispostas a pagar o preço para consegui-lo de "os poucos que fazem" versus "os muitos que falam". Há muitas maneiras de agir. A maioria delas depende em grande parte de tentativas e erros. Muitas pessoas que são grandes sucessos tiveram de se ajustar e reajustar inúmeras vezes, antes de conseguirem o que queriam. Tentar e errar é ótimo, exceto por uma coisa: usa-se uma vasta quantidade de um recurso que nenhum de nós jamais
terá suficiente - tempo. E se houvesse uma maneira de agir que acabasse o processo de aprender? E se eu pudesse mostrar-lhe como aprender as lições certas que as pessoas de excelência já aprenderam? E se você pudesse aprender em minutos o que alguém levou anos para aperfeiçoar? A maneira de se fazer isso é através de modelagem, um meio de produzir com precisão a excelência dos outros. O que eles fazem que os separa daqueles que somente sonham com sucesso?


ANTHONY ROBBINS