COMO PASSEI A SER O IMPERADOR DA MINHA PRÓPRIA VIDA

E foi um dia ...
Um dia em que eu resistia a tudo , 
Um dia em que eu queria o controle absoluto .
Quando algo dava errado eu simplesmente praguejava e me debatia como uma criança muito mimada . 
Tinha preguiça de mudança , mas desejava que ela viesse de fora ou de algum lugar ou alguém como um milagre , mas como se eu nem acreditava em milagres ?


Deus era o absoluto distante .

E foi um dia em que muito cansado de fazer perguntas eu comecei a prestar atenção no que vinha até mim e como eu atraia aquilo pra minha vida . 
Parei de ser culpado e me tornei RESPONSÁVEL por TUDO que meu mundo refletia . 
Descobri uma alquimia . 
Ela não me trouxe paz eterna , trouxe até certa dor pelo passado ou o que eu chamaria de perda . Mas não querer mais viver iludido foi uma verdade instalada sem vocabulário.

Nada foi como antes .

Ao abrir a porta não tinha como voltar . The end com gosto de WELCOME.

Eu fui embora de mim .
E me encontrei logo adiante .

Só que eu não me reconheci , eu tinha sido tanta coisa durante a vida e aquele adiante parecia muito diferente .

Eu tive medo ! 
Sim , eu quis voltar .

Mas a vida me disse NÃO . Não desse jeito . Não é pra trás que funciona . E foi um adeus atrás do outro . 
Tive que reverenciar quem eu era e dizer olá para o milagre. 
E tudo virou um milagre no momento em que eu não esperava por ele .

Por que esperar cansava .

Hoje vive aqui algo nem grande , nem pequeno . 
Apenas com mais certezas de que nada é CERTO ou pra sempre .

Essa postagem é pra você que está se doando ao desconhecido a ponto de DOER . E eu posso dizer :Isso vai passar no momento em que não for mais sofrimento aceitar o que é .

E foi um dia em que eu fiz as mesmas coisas que hoje , mas a ação agora está livre da insatisfação. 
Parei de mendigar de fora e virei o IMPERADOR da vida . Da minha vida !

Deus hoje não está mais distante , ele está onde sempre esteve ... em mim .

Em tudo !

E foi um dia apenas em que eu não conseguia ver isso lá por estar AQUI .

Eddy Maia

Postar um comentário

0 Comentários