RESPONSABILIDADE COM ALEGRIA



Alegria e responsabilidade são duas palavras que dificilmente são vistas juntas.


Acostumamo-nos a encará-las como conceitos opostos, mesmo não sendo antônimas. 

Afinal, à primeira vista, responsabilidade é algo muito sério, e nós a associamos a pessoas sérias. Ao encontrarmos alguém que ri e brinca muito, dificilmente o consideramos responsável. É mais fácil achar que é uma pessoa sem muita responsabilidade. 

No entanto, nunca foi estabelecido que alegria e responsabilidade deveriam andar separadas.
energia do sol


Quem disse que a alegria é irresponsável? Mesmo porque, como pode haver alegria verdadeira em meio à irresponsabilidade? 

Afinal, todos nós encarnamos para assumir responsabilidades, e isto é muito bom. Ou teríamos encarnado para ficar à toa? Será que assim estaríamos contentes? Passando a vida no tédio de nada-a-fazer?

Só tendo responsabilidade podemos sentir alegria de nos descobrirmos à altura de nossas tarefas, a alegria da realização pessoal, a alegria de contribuir com a coletividade, entre outras...

Nós é que transformamos a responsabilidade num pesado fardo, por causa do medo, da falta de confiança em nós mesmos e da preocupação. Ela é, de fato, um prêmio pelo progresso que, aos poucos, vamos conquistando.



De “Força Interior”, de Rita Foelker

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!! Deixe aqui o seu comentário, diga o que achou sobre a leitura.Sua participação é muito importante. Obrigada.