Diz-se que religião não se discute.

Pergunto: Para que discutir religião? Por que discutir religião?
Existem várias religiões, seitas, filosofias, são todas caminhos para um mesmo lugar.
A finalidade da religião é religar, nos religarmos ao principio divino, ao bem, à paz, à confiança, à fé, à serenidade.
Quando nos identificamos com os preceitos de uma religião, com seu direcionamento, nos sentimos em casa. Sentimo-nos reconhecidos, porque concordamos com suas diretrizes e orientações. Isso nos proporciona um bem estar tão grande, que desejamos que todos aqueles que amamos, também partilhem deste bem estar.
Queremos tanto, que muitos ultrapassam os limites do respeito ao próximo - que seria a primeira coisa a observar - e insistem e insistem, e chegando ao ponto de afirmar que a "sua" religião é a certa, a melhor, a única que pode resolver todos os problemas.
Vivemos num mundo onde existem pessoas com visões, idéias, percepções, vivências, tendências diferentes. Respeito é tratar o diferente diferentemente.
Imagine que estamos todos numa escada, subindo para um mesmo lugar, o fato de estarmos num degrau acima ou abaixo, subirmos mais rápida ou lentamente não significa que alguém deixará de chegar.
A diversidade de religiões é uma demonstração do respeito divino conosco, pois podemos escolher aquela com a qual melhor nos identificamos.
Existem pessoas que não possuem religião definida, ou se declaram ateus, e no entanto, são mais religiosos (estão mais ligados ao divino) do que muitos que frequentam templos e pregam as palavras divinas.
Penso que ser religioso é respeitar o outro, seu tempo, seu entendimento, seu ritmo, e compreender que não importa o caminho escolhido, todos chegaremos lá um dia.
Respeitar o caminho escolhido pelos outros é que dar o primeiro passo ao encontro da Divindade.

Mônica Turolla

24/11/2012