O sistema imunológico


Corpo saudável

Há em nós um sistema de defesa natural. 

Trata-se de um sistema imunológico, situado no subconsciente, que funciona não só no corpo físico, mas também no emocional e mental. Podemos dizer que esse sistema de defesa é um bloqueador de somatização de nossos comportamentos. 


A natureza é sempre sábia e justa, por isso, age quando você ainda não sabe agir. Quando não tem consciência de seus atos, esse sistema ele protege. Você só pode responder por determinada ação, quando tem consciência das escolhas que faz no momento de agir. 

Em outras palavras, quando você percebe que está fazendo o seu melhor, que está agindo de acordo com o que sabe no momento, voce está protegido. Quando não age dentro do seu grau de conhecimento, você acumula problemas e mais problemas. 

Para o nosso grau de evolução, apesar de desconfortável, a dor é útil. Quando enfrentamos uma grava doença, valorizamos mais a saúde. Ao superar a doença, procuramos viver melhor, mais prazerosamente. 

Toda doença, é portanto, quando age no sentir exagerado para que você perceba que já não está fazendo o seu melhor. O corpo mostra o que a consciência não quer ver. 

A vida é uma atenta e boa mãe, pois enquanto seu filho é pequeno, ela assume as responsabilidades de seus atos, protegendo-o contra as conseqüências de sua inocência. Mas à medida que ele cresce, ela o deixa responsável pelos atos que pratica, já tendo discernimento se são corretos ou não. 

Com relação ao passado, não há como retornar e refazer as coisas. Ele é só um filme na memória. O que causa sofrimento não é o passado em si, mas as sensações que acompanham as lembranças que você traz para o momento presente. Você pode se propor a nunca mais assistir esse filme, você já sabe como foi, basta reeditá-lo e mudar a sua antiga e negativa concepção, promovendo um novo e saudável ponto de vista. 

O que importa é o aqui e o agora, onde você tem a chave para mudar essas sensações de remorso e ressentimento. Tanto a culpa como a mágoa provocam desequilíbrios emocionais que repercutem no físico. 

Acredita-se que o castigo ensina. É preciso punir quem erra para que aprenda a não errar mais. Pensar deste modo é cair no velho chavão: a vida só errou com alguns. E o erro precisa ser consertado, através da punição. Na verdade, vida não julga num pune ninguém. È o homem que se arvora de juiz do próprio homem. 

Criamos nosso carma através das crenças que mantemos há milênios e que provocam reações na nossa vida. Se você pensar que é um ser perfeito, com capacidade para desenvolver suas potencialidades, progredirá, terá sucesso e saúde. 

As doenças não são cármicas. Umas pessoa não fica doente porque cometeu erros e será punida. A doença não é um resgate nem um castigo, mas origina-se nas crenças que a pessoa mantém sobre si mesma. Essa afirmação serve para adultos e crianças, e também para quem já nasceu doente. 

A mudança dos seus padrões de pensamentos negativos favorece a manutenção do corpo físico, da saúde mental, emocional e espiritual. Promover a sua cura e seu equilíbrio interno, só depende de você. 

Conhecemos doentes que se recuperam rapidamente, outros têm uma recuperação lenta ou inexistente. Existem os que se entregam à doença; outros não. O distúrbio não está no exterior, mas centrado na própria pessoa. O exterior é só um efeito. 

Quem trabalha em hospital está mais exposto ao contágio e nem por isso vive doente. No entanto, existem os que trabalham em atividades que não oferecem riscos e contraem muitas doenças. O contagio só ocorre quando o organismo está receptivo, e ele se torna receptivo quando a pessoa deixa de agir de acordo com seu melhor. 

Você pode ter um problema de saúde, procurar um médico e tomar medicamentos. Isso é muito bom, vai conter o sintoma. Mas, se você não mudar a crença geradora da doença, essa mesma causa provocará efeitos em outras áreas do corpo. Então, você começa uma peregrinação de médico em médico, dizendo que ninguém resolve seu problema. Claro! Faltou a sua participação, a qual é capaz de curar até mesmo uma doença que alguns médicos desacreditam na cura ou nos piores sintomas. 

Procure conhecer suas sensações e crenças, invista nisso, pois esses são os elementos poderosos que auxiliarão na sua recuperação e manutenção da saúde. 

Procure ter a humildade de estudar em que área de sua vida você não está fazendo o melhor. Normalmente, por vezes, por escutarmos a opinião dos outros, dependendo dos conceitos advindos, que deixamos de fazer o nosso melhor.

Faça Dar Certo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!! Deixe aqui o seu comentário, diga o que achou sobre a leitura.Sua participação é muito importante. Obrigada.