Conhecendo, agora, o funcionamento do subconsciente, jamais se sinta vítima do destino ou das circunstâncias, porque a vítima não tem o poder de transformar a própria vida. Ela se vê pequena, incapaz e sozinha no mundo.

subconsciente

Sente-se injustiçada e vê a vida como uma grande adversária que coloca em seu caminho uma série de obstáculos que a impedem de ser feliz. Sua vida é miserável, porque com esse tipo de pensamento ele se transforma numa lata de lixo que só atrai desgraças. Agindo dessa forma, vive com a cabeça cheia de problemas e insiste em não assumir a responsabilidade pela postura que tem diante da vida.

E é somente quando ela se cansa de viver o papel de vítima e resolve olhar de outra forma para a vida, que o sucesso que lhe cabe encontra lugar para ficar. 

Uma pessoa que não se considera vítima sente-se parte integrante da natureza. Vê a vida como uma grande aliada, desenvolve uma auto-estima satisfatória e valoriza seu corpo e suas emoções. Sente que a vida está pronta para lhe dar tudo que é importante para seu crescimento. Jamais põe limites e acredita sempre no melhor. Imbuída de um sentimento espiritual profundo, reconhece que suas mãos podem produzir fartura em tudo que tocam. Para ela, não há problemas. Toda situação é uma a ventura cheia de lições interessantes para aprender. Embora seja prudente, não tema a vida, ao contrário, sente que ela é cúmplice de seus desejos. Tudo que faz é em nome da vida. A não-vítima é uma pessoa nutritiva. SEJA VOCÊ TAMBÉM UMA PESSOA NUTRITIVA.

Do livro: Faça dar Certo