Quando nós desejamos alguma coisa, esse algo já existe no "Mundo do Jisso". Justamente porque já existe e justamente porque ainda não apareceu no mundo fenomênico, é que surge-nos o desejo de vê-lo. E por isso que no cristianismo se ora: "Seja feita a Vossa Vontade, assim na Terra como (é feita) no Céu".
Esse "Céu" corresponde ao "Mundo do Jisso". Porque esse algo desejado já existe, dizemos na Seicho-no-Ie que devemos fazer a oração de gratidão: "Obrigado, Deus, por já ter me concedido esta graça", ao invés de fazermos oração de súplica como esta: "Por favor, dê-me isto ou aquilo".
Jesus nos ensinou: "... Deus, o vosso Pai, sabe o de que tendes necessidade, antes que lho peçais". Se considerarmos Deus um Ser parcial que só concede as graças a quem Lhe faz súplicas, estaremos ofendendo-O. Jesus nos ensinou também que o Pai "faz nascer o Sol sobre maus e bons, e vir chuvas sobre justos e injustos". Deus concede Suas graças igualmente a todas as pessoas. Se seremos felizes ou não, dependerá unicamente de nós aceitarmos ou não essas graças.


365 ITENS PARA ALCANÇAR O IDEAL - Vol 1