PROSPERIDADE - PROF HÉLIO COUTO

FALANDO SOBRE PROSPERIDADE


Ele é caracterizado por ter uma cabeça de elefante e corpo de gente e também popularmente conhecido como Senhor dos obstáculos.

Um dos fundamentos da prosperidade é a Consciência da Prosperidade. A consciência de ser próspero. Intrinsecamente próspero.

 Isto quer dizer que se é próspero apenas por se ter a consciência que tem.
É claro que todos têm consciência. Não é disto que estou falando.

O que estou explicando é a pessoa saber que ela É próspera. É um estado de ser. Um estado de consciência. É a essência da pessoa.

Tanto como seu jeito de caminhar ou a impressão digital de seus dedos. A pessoa é. Emana prosperidade. E por isso a prosperidade vem em fluxo contínuo e crescente. Quanto mais vem mais a pessoa emana e isso se reforça continuamente.



Isso se traduz nos pensamentos e sentimentos da pessoa. Nunca há emissão de carência. Do tipo: Não posso comprar essa roupa porque não tenho dinheiro. Não posso comer nesse restaurante porque sou pobre. Não posso comprar esse carro porque é carro de rico. Não posso comprar esse livro porque é caro. Tenho de viajar na classe econômica porque só os milionários viajam na Primeira Classe.
Esses pensamentos de carência, pobreza, limitação, desvalia, desmerecimento, atraem mais situações exatamente iguais.
Isso significa que é próspero quem pensa que merece aquilo. Sem culpa, sem desculpas, sem justificar, etc. Naturalmente próspero. Sem necessidade de esnobar, de aparecer, de aparentar. Simplesmente se é. Nem se preocupa com os que não têm, nem com os que tem. Ajuda a todos indistintamente a serem prósperos. Mas, não humilha quem não tem, nem se humilha perante os que têm mais.
Quem é próspero está satisfeito consigo mesmo. É aquela pessoa que sente que se basta.
Isso permite que essa pessoa seja um motivador, um facilitador de prosperidade para os demais.
Portanto, se há carência de alguma coisa em sua vida, existe um sério problema na sua vida. Tem alguma coisa muito errada. A sua essência divina não pode ter carência de forma alguma. Isso seria uma aberração. Isso mostraria um problema de consciência de prosperidade.
Vamos esclarecer outra coisa. Tão perigosa quanto emanar carência, como descrito acima. É a ilusão da prosperidade. Aquela coisa de um pensamento positivo falso. Um pensamento que não tem substância. Não é real. Não tem um sentimento correspondente. A pessoa fala que é próspera, mas lá no fundo sabe que não é. É o que os psicólogos chamam de sentimento de fundo. O que é a base da personalidade da pessoa. Ela finge que é próspera, mas os fatos mostram que não é. É a pessoa que faz dívidas achando que entrará o dinheiro para pagar. Tem esperança de que entre. Tipo: no mês que vem as vendas aumentam. Tenho de ganhar mais. Acho que serei aumentado. Esse tipo de esperança é pura auto-sabotagem. É uma falsidade. E os fatos mostrarão isso. Não entrará o dinheiro, nem a venda e a dívida aumentará. É o que se fala popularmente: não conte com o ovo na galinha!
Só pode contar com o ovo na galinha aquela pessoa que cria galinhas. Do verbo Criar, de Criador. Não de quem tem uma granja!

Prof. Hélio Couto


Postar um comentário

3 Comentários

  1. Fernando Girão de Castro20 de fevereiro de 2016 10:47

    Bem, esse papo de prosperidade, colapso,... eu acho um fruto das trevas!!! Se a pessoa quer "colapsar" TRABALHE E FAÇA O TEU MELHOR" mesmo que você seja um funcionario ou empresario!!! Ai você vai ter o que deseja!!! Não adianta querer ter uma Ferrari e não trabalhar para isso!!!
    Eu acredito no Deus criador de todas as coisas e em João 14 diz0 que Jesus estava subindo aos ceus e não era para as pessoas ficarem tristes, porque da mesma forma que Ele estava subindo Ele voltaria para buscar os "justos", os que acreditarem nas palavras dEle (Biblia) e nas leis que Ele deixou (os "10" mandamentos) e todos que crerem nele fariam grandes obras e até maiores que Ele proclamando essas mensagens!!!! Ele não disse que era pra sair por ai fazendo milagres (não que isso não seja possivel) mas Milagres a revelia é coisa de Macedo, RR, Chapéludo,....
    Gente!!!! Acreditem em Deus e em todos os teus ensinamentos!!! Não leve em consideração o que diz o teu Pastor, Bispo, Padre, Mentor,.... Se ele não for um Cervo fiel de todas as leis de Deus!!! O diabo acabou com toda a felicidade do Universo com 99% de verdades e 01% de mentira!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando Girão de Castro20 de fevereiro de 2016 11:11

      Isso não é uma resposta!!! É só um complemento do que falei!!!
      NEGAR A EXISTÊNCIA DA CRIAÇÃO NO EDEM, OS 10 MANDAMENTOS NUM TODO E NEGAR A BÍBLIA NA TOTALIDADE É A COISA MAIS PERIGOSA QUE UM SER HUMANO PODE FAZER CONTRA ELE MESMO!!! CUIDADO COM DOUTRINAS, MAS TAMBÉM TEMOS QUE TER CUIDADO COM EXTREMISMO!!!!
      REPITO: TEU PASTOR, BISPO. PADRE, MENTOR,... NÃO VALE MAIS QUE UM CACHORRO MORTO SE ELE NÃO BASEAR A PALAVRAS DELE NA BÍBLIA E MOSTRAR O QUE ELE DIZ NA BÍBLIA!!! OUTRA PARA REFLETIR!!! O DIABO SABE MAIS DA BÍBLIA QUE VOCÊ!!!

      Excluir
    2. Olá Fernando tudo bem!
      Me chamo Rodney e em primeiro lugar agradecemos sua audiência e seus comentários em nosso site, pois desta forma podemos enriquecer os temas que aqui são abordados.
      Como você deve ter percebido este post procura explicar e mostrar como é importante que todos nós saibamos que somos seres prósperos, e que devemos ter consciência desta prosperidade, pois a partir do momento que assumimos esta consciência isso se refletirá em nossos pensamentos e sentimentos, independente de sermos funcionários ou empresários como você mencionou o que importa e trabalhar e fazer o melhor. Só que quando estamos neste estado de consciência de nossa prosperidade é literalmente impossível que não façamos o nosso melhor no trabalho ou em qualquer outra atividade de nossas vidas, e como consequência teremos resultados prósperos que pode ser a Ferrari, uma viagem dos sonhos, enfim o seu milagre. Entendemos que o trabalho e necessário, mas não somente o trabalho físico ou braçal, mas principalmente o trabalho consigo mesmo, ou seja, o trabalho de construir a certeza de que todos somos filhos de Deus, portanto carregamos a centelha divina conosco.
      Em Gênesis 1:26 no último dia da criação Deus disse: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra”.
      E o que significa dizer que nós somos a imagem e semelhança de Deus?
      Em termos bem simples, ter a “imagem” e “semelhança” de Deus significa que fomos feitos para nos parecermos com Deus. As Escrituras dizem que “Deus é espírito” (João 4:24) e, portanto, existe sem um corpo. A imagem de Deus se refere à parte imaterial do homem. Ela separa o homem do mundo animal, e o encaixa na “dominação” que Deus pretendeu (Gênesis 1:28), e o capacita a ter comunhão com seu Criador. É uma semelhança mental, moral e social.

      Mentalmente, o homem foi criado como um agente racional e com poder de escolha: em outras palavras, o homem pode raciocinar e fazer escolhas. Isto é um reflexo do intelecto e liberdade de Deus. Todas as vezes que alguém inventa uma máquina, escreve um livro, pinta uma paisagem, se delicia com uma sinfonia, faz uma conta ou dá nome a um bichinho de estimação, esta pessoa está proclamando o fato de que somos feitos à imagem de Deus.

      Moralmente, o homem foi criado em justiça e perfeita inocência, um reflexo da santidade de Deus. Deus viu tudo que tinha feito (incluindo a humanidade), e disse que tudo era “muito bom” (Gênesis 1:31). Nossa consciência, ou “bússola moral” é um vestígio daquele estado original. Todas as vezes que alguém escreve uma lei, volta atrás em relação ao mal, louva o bom comportamento ou se sente culpado, esse alguém está confirmando o fato de que somos feitos à própria imagem de Deus.

      Socialmente, o homem foi criado para a comunhão. Isto reflete a natureza triúna (espírito alma e corpo) de Deus e seu amor. Todas as vezes que alguém escolhe uma esposa e se casa, faz um amigo, abraça uma criança ou vai à igreja, esta pessoa está demonstrando o fato de que somos feitos à semelhança de Deus.
      Portanto como você pode ver, a consciência de nossa prosperidade em nenhum momento nega nossa criação e existência divina, ela simplesmente reforça esta afirmação. Você também cita em seu comentário as trevas e o diabo com relação ao tema prosperidade, ainda baseado no livro do Gênesis tudo foi criado por Deus, correto? Então em uma primeira análise se você acredita na existência do diabo como um ser ou uma entidade, isso significa que parte da criação escapou das mãos de Deus e isso é impossível. Lembre-se que nos foi dado o livre arbítrio e Deus nos dignifica e nos torna mais “semelhante” a ele por nos dar livre-arbítrio, a capacidade de tomarmos decisões por conta própria. Portanto, em nosso entender o diabo ou as trevas são somente nossas escolhas que provocam conforme a lei de “causa e efeito” resultados perturbadores em nossa vida.
      Namastê

      Excluir

Olá!! Deixe aqui o seu comentário, diga o que achou sobre a leitura.Sua participação é muito importante. Obrigada.