PERGUNTA: Diga algo a respeito de "culpa".





ABRAHAM: Culpa é uma emoção negativa e geralmente surge quando você não está fazendo algo que alguém lhe diz que deveria fazer (ou fazendo algo que não deveria).


A regra diz "isso é bom e aquilo é mau", portanto quando faz aquilo você sente culpa.


Não porque é mau, mas porque você pensa que o que está fazendo não é bom, e seu Ser Interior está dizendo "nem tanto". Você não está em harmonia com sua grande intenção, que é ter uma experiência. Você percebe?


Isso também é "profundamente confuso"?


Há muitas pessoas que gostariam de correr, dar pontapés e gritar ao redor da sala ao ouvir essas palavras, porque estão profundamente convencidas de que há uma série de regras que têm de ser seguidas. Mas se dissessem e realmente conhecessem o significado de "eu sou um ser que procura felicidade" poderiam reconhecer a maneira como se sentem de fato a respeito daquilo. Talvez assim pudessem entender.


PERGUNTA: Se estou caminhando para experiências negativas enquanto procuro experiências alegres, então estou indo contra a harmonia?


ABRAHAM: Sim, está. Preste atenção à maneira como você se sente, e se a sensação for boa tenha certeza de que você está em harmonia com o que deseja. A emoção negativa significa o contrário.


Simples, não? Cada vez que você não se sentir bem, pare imediatamente o que quer que esteja fazendo. Ouça isso: nós queremos deixar esse assunto bem claro, portanto vamos repetir a definição.


TODA VEZ QUE VOCÊ NÃO SE SENTE BEM, PARE IMEDIATAMENTE O QUE QUER QUE ESTEJA FAZENDO. Você tem de entender que é o pensamento -- naquele momento -- que traz a emoção negativa.



Isso é muito importante, e temos de refletir um momento aqui. Estávamos falando a respeito de culpa. "Minha mãe me disse que se seu não fosse à igreja eu queimaria no fogo do inferno". Ela acredita nisso. Você quer agradá-la. Ela pensa que você foi à igreja, mas você não foi. Foi brincar. E cheio de culpa.


A culpa surge não porque você foi brincar e não foi à igreja. a culpa surge porque você está pensando que está fazendo algo errado, e seu Ser Interior está dizendo "isso não está em harmonia". Nós insistimos em esclarecer esse ponto porque dissemos exatamente: "Quando você sentir emoção negativa, pare o que estiver fazendo", então você chegou à conclusão de que deve parar de não ir à igreja porque isso faz com que você tenha esse sentimento negativo. Mas não é isso que o origina. Quando deixou de ir à igreja, você estava bem satisfeito, feliz a respeito do que ia fazer. A culpa não aparece fortemente até que você pensa em sua mãe, e no desejo dela de que você vá à igreja.


Você consegue perceber o que estamos dizendo? É o seu pensamento de que está pecando que traz essa forte emoção negativa; portanto, barre esse pensamento.


Agora você consegue compreender? É aí que a confusão sobre a culpa se origina. Antes de entender completamente esse tópico, você tem de entender que toda emoção negativa é uma comunicação que vem de seu Ser Interior, mostrando que o pensamento para o qual você está voltado não está em harmonia com o que você quer. Se você aceita o sentimento de "culpa", como uma emoção negativa, revelando a você que seu pensamento presente não está em harmonia com o que você é, então estará próximo de compreender porque a culpa aparece.


Se você eliminar os rótulos que dá às emoções negativas -- como culpa, ciúme, raiva, ódio, frustração, ansiedade, estresse, medo -- e reconhecer simplesmente que são sinais de alerta, então facilmente entenderá qual é a mensagem que existe para você. Na maioria dos casos, o sentimento de culpa surge não porque vocês está fazendo algo "errado", mas porque sua liberdade está sendo sufocada. O sinal de alerta não aparece para que você pare de fazer o que está fazendo -- ou seja, no exemplo analisamos, não ir à igreja --, mas para que você saiba que o pensamento no qual você está concentrado não está em harmonia com o que você é. 


Você sente culpa e lhe dizem que é mesmo culpado por estar pecando. Você não está sentindo culpa porque está pecando. Você está sentindo o sinal de alerta porque alguém está tentando controlá-lo -- e você é um ser que anseia por liberdade.


Você é um ser que está aqui para viver e ter experiências felizes.
A culpa não surge porque você está pecando. A culpa surge por causa do pensamento que você elabora a respeito.


A culpa é comum em nossa cultura. ela impede que você faça o que gosta. E, como você sente culpa, acaba procurando outros pecados cometidos. Ou seja, fica atrás de mais razões para sentir culpa. Dá para entender?


JERRY: Quando era criança, eu ia a diferentes igrejas, e em cada uma havia diferentes coisas a respeito das quais eu me sentia culpado. Por exemplo, em uma delas, dançar era pecado, mas em outra as regras eram opostas (ou seja, dançar não era pecado),


então naquela igreja que permitia a dança eu não sentia culpa quando saía para me divertir assim. E o mesmo tipo de conclusão vale para outras atividades. As moças que usam maquiagem não sentem que estão pecando ao fazê-lo quando frequentam igrejas em que isso é permitido...


ABRAHAM: Perfeito. É isso que estávamos procurando esclarecer. Então, o ponto é: a culpa não é gerada pela dança, mas sim pelo pensamento que os diferentes seres têm em relação a ela. Bom. Agora podemos voltar à questão anterior "A verdade é algo que está fora da percepção?" Como você pode ver, não.





Do Livro: A Chave do Segredo