Tradução

Selecione o mês - Arquivo

Mostrando postagens com marcador ABUNDÂNCIA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ABUNDÂNCIA. Mostrar todas as postagens

PROSPERIDADE - NOSSO DIREITO DIVINO



PROSPERIDADE SEU DIREITO DIVINO:

Resultado de imagem para prosperidade

* ORAR 7 DIAS NO MESMO PERÍODO : MANHÃ, TARDE OU NOITE


EU SOU um (a) filho (a) querido (a) de Deus. Deus EU SOU, Poder e Vida, me abençoa com todas as coisas boas que eu quero realizar. O grande desejo de Deus, é que EU, parte da Sua Presença EU SOU, seja completamente FELIZ e REALIZADO, PRÓSPERO e SAUDÁVEL. Existe um oceano infinito de coisas boas disponíveis e minha mente e meu coração determinam quanto desse suprimento de coisas boas, eu sou capaz de receber. EU SOU bom e tenho um valor infinito, EU SOU a exata imagem de DEUS em ação.

Eu mereço todo o bem que quero manifestar em minha vida. Isto inclui todas as área de minha vida: minha saúde, minha aparência, o Amor que eu recebo, minhas habilidades, a realização de cada sonho de meu coração. Eu não sou pequeno ou sem poder. EU SOU UM GRANDE SER! Eu sei o que quero manifestar, e eu ouso pensar GRANDE, sonhar, criar, dar e receber de forma GRANDIOSA!

O Plano de prosperidade 40 dias 3º DIA

Se você praticar seus princípios e viver a Verdade que tudo aquilo que ao Pai pertence, pertence também a você, seu Eu Superior começará a se manifestar como suficiência plena do Bem em sua vida e em seus negócios” John Randalph Price



O Plano de Prosperidade de 40 dias - Introdução



Finalmente o vídeo do Plano de Prosperidade de 40 dias .

Estamos colocando dia a dia no nosso canal do you tube e alguns leitores nos pediram que colocássemos aqui .

Bora começar.. galerinha do Descobrindo o nosso comprometimento com a prosperidade.



O PLANO DE PROSPERIDADE DE 40 DIAS

Este é um programa elaborado para que a prosperidade abundante possa ser concebida em sua vida e em seus negócios. A consciência leva 40 dias para conceber a verdade. Uma interrupção durante o período de 40 dias libera a energia que está sendo construída em volta dessa ideia; portanto, é preciso ter um compromisso definitivo para seguir esse programa com confiança, a cada dia e por todos os 40 dias – e se você a perder um dia que seja, comece de novo e continue até poder ir pelo período 
Eis  o plano de ação:
- Estabeleça uma data específica para começar o seu programa, como o início de uma semana, por exemplo.

 Conte quarenta dias em seu calendário marque a data da conclusão

.- No primeiro dia do programa, escreva a declaração abaixo em seu Diário Espiritual:

Neste dia (preencha com a data atual), eu cesso de acreditar no dinheiro visível como meu suprimento e meu suporte.

Eu vejo o mundo de efeitos como ele verdadeiramente é... Simples manifestação das minhas crenças anteriores.

Eu acreditei no poder do dinheiro, portanto rendi o poder e a autoridade que me foram dados por Deus a uma crença materializada...

Eu acreditei na possibilidade da falta e com isso causei, em consciência, a separação da Fonte do meu suprimento.

Eu acreditei no homem mortal e nas condições carnais e por meio dessa fé permiti aos homens e às condições terem poder sobre mim.

Eu acreditei nas ilusões mortais criadas pela consciência coletiva de pensamentos errôneos e, assim fazendo, limitei o Ilimitado.

Não mais! Esta não é mais a minha realidades.

Neste dia eu renuncio à minha, assim chamada, humanidade e reclamo minha Herança Divina como um Ser de Deus que Eu Sou.
Neste dia admito Deus e somente Deus como minha substância, meu suprimento e meu apoio.

ORAÇÃO DO DINHEIRO

Entendendo que o dinheiro é energia, cessamos a nossa busca desumana atrás dele e passamos a atrai-lo. 

O Dinheiro é meu próprio produto de energia natural


Oração do Dinheiro – Joseph Murphy




Sei que o dinheiro é uma ideia da mente divina.

Simboliza riqueza; aceito-o como meio de troca.

Todas as ideias de Deus são boas.

Deus criou todas as coisas; proclamou que a Sua criação era boa e muito boa.

O dinheiro é bom; eu o uso sensatamente,criteriosamente,construtivamente.

A EXPLICAÇÃO DA DECLARAÇÕES DOS PRINCÍPIOS

- A seguir, você encontrará as 10 Declarações dos Princípios. Leia uma Declaração por dia: de manhã, ao levantar-se, ou à noite, ao deitar-se. Isso significa que você vai passar quatro vezes pela lista inteira durante o período de 40 dias.
- Depois da leitura da Declaração diária, medite sobre ela por 15 minutos, no mínimo, focalizando sua atenção em cada uma das suas idéias, depositando nelas uma grande confiança e sentimento e deixando que elas preencham sua consciência.
- Em seguida à meditação, escreva em seu Diário Espiritual os pensamentos que lhe vêm à mente. Assegure-se de fazer isso diariamente.
- Como já recebeu uma suficiência plena de suprimento, pois tudo o que a mente Infinita tem é seu, você pode provar essa Verdade para seu inconsciente, compartilhando regularmente o seu suprimento enquanto estiver trabalhando dentro desse Plano. Dar é uma ciência esotérica que nunca falha em produzir resultados; desde que se faça com amor e alegria, a Lei trará o retorno multiplicado, fará chover em você com força. Mas se você dá por obrigação (e eu realmente prefiro a palavra “dividir” a obrigação de dar), como um método mecânico e calculado de agradar a Deus, descarregar a culpa e satisfazer a sensação do dever cumprido, barganhando, por assim dizer, com a Lei, ninguém se beneficia – nem mesmo recebedor. Dê com amor, com alegria, como se fosse uma diversão, e os Portais do Céu abrir-se-ão com uma forte rajada!



O PLANO DE PROSPERIDADE DE 40 DIAS - A EXPLICAÇÃO

A forma e a experiência são apenas efeitos, aparências – e disseram-nos para não julgarmos pelas aparências! “Julgar” alguma coisa significa acreditar nela, assumi-la como verdadeira e concluir que é real. Mas disseram-nos para não fazer isso. Por que? Porque tudo que aparece como um efeito não tem valor próprio; o único atributo que um efeito tem são aqueles que você lhe dá.

Dinheiro é um efeito.

Quando você se concentra no efeito, está esquecendo-se da causa, e quando você esquece a causa, o efeito começa a diminuir. Quando você põe o foco de sua atenção em “conseguir dinheiro”, você está, na verdade, fechando seu suprimento.
O certo é começar, neste exato momento, a parar de acreditar que o dinheiro é sua substância, seu suprimento, seu suporte, sua certeza e sua segurança. O dinheiro não é nada disso, mas Deus é!

Quando você entende e concebe essa verdade, o suprimento flui ininterruptamente numa manifestação abundante e perfeita. Você precisa olhas exclusivamente para Deus como a Fonte e retirar por completo a sua mente dos efeitos externos.
Se você olhar para o seu trabalho, seu empregador, seu esposo ou seus investimentos como se fossem a fonte de seus suprimentos, você estará, na verdade, desconectando-se da Fonte Real. De fato: se você olhar qualquer pessoa, lugar ou condição necessária ao seu suprimento, estará fechando o fluxo. Se der poder a qualquer mortal, mesmo que seja o de ser um canal para o seu suprimento, você estará limitando seus bens.
Você deve pensar sobre dinheiro ou qualquer outro desejo de posse material simplesmente como um símbolo externo do suprimento interno, e a única realidade desse símbolo é a substância que está implícita na manifestação externa.

Traçando o Princípio Da Suficiência Plena

O conceito de suficiência plena foi construído a partir das formas originais de todos os sistemas filosóficos e religiosos existentes até o segundo século d.C., quando teve início a guerra contra o autoconhecimento e a autoconfiança.
Os antigos ensinavam que ter o entendimento de si mesmo equivalia a ter o entendimento de Deus, e que pelo processo de meditação nos é dados o poder de liberar a Energia Divina de dentro de nós e de transmutar a discórdia em harmonia, a ignorância em sabedoria, o medo em amor e a falta em abundância.

Os iniciados eram treinados para conceber a mais alta visão com seu Verdadeiro Mestre Interior – a Fonte de Tudo.
Estudantes dos sagrados mistérios eram, também, instruídos quanto ao uso do inato poder irradiante e magnético no exercício do domínio de si. Por meio do trabalho com a rítmica energia proveniente do Eu Superior, qualquer tipo de bem que fosse necessário para se efetuar uma troca era tido como um instrumento da boa vontade superior, assim como o dinheiro, que nada mais era que um simples sinal da apreciação pelo serviço de alguém, ou mesmo um símbolo de amor e integridade.
Sem entrarmos muito no mérito da questão, um ensinamento, em particular, permaneceu constante durante o processo de iniciático: mente e emoções personificando amor, gentileza e paz eliminam a limitação, de modo que a consciência de um estado pacífico e inofensivo liberte o indivíduo do cativeiro e das restrições do pensamento da raça humana.
Por meio da inspiração e dos ensinamentos de Jesus, os gnósticos (do grego gnosis, que significa conhecimento) continuaram a tradição esotérica e suas escrituras enfatizavam a unicidade entre Deus e o Homem, a Divindade do Indivíduo e o Poder Criativo de cada alma para se elevar acima das limitações.
No Evangelho segundo Tomé, Jesus deixa claro que o homem, ao conhecer sua própria e verdadeira identidade, passa a ter a compreensão de que é Uno com o Pai e enfatiza, então, a verdade que diz ser a consciência que o homem tem da sua Divindade, do seu Ser Crístico, o seu próprio suprimento. Jesus disse: “se não conheceres a ti mesmo, viverás na pobreza, e tu é quem serás a pobreza”.
No ano de 180, d.C., Irenaeus, Bispo de Lyon, atacou o pensamento independente e todo o ensino relativo à unicidade de Deus com o homem, pois acreditava que a consciência espiritual e a união pessoal com Deus acabaria por minar a autoridade dos padres; Para começar, Irenaeus editou os seus Cinco Livros Contra os hereges, seguido por uma lista dos escritos aceitos, para os quais foram escolhidos apenas aqueles cujas palavras apoiassem suas exigências em relação ao dogma estabelecido. O direcionamento da mente no sentido de dentro para fora começava a mudar a partir de então, e o inato poder do indivíduo foi, gradualmente, sendo colocado em uma estrutura exterior, rebaixando-se-lhe a autoridade.

AS DECLARAÇÕES DOS PRINCÍPIOS


1. Deus é Abundância generosa e infalível, a rica substância onipresente do Universo. Essa Fonte de plena provisão de prosperidade infinita está individualizada em mim – é a minha realidade.
2. Eu elevo minha mente e meu coração para estar consciente, para entender e saber que a Divina Presença EU SOU é a Fonte e Substância de todo meu bem.

3. Eu estou consciente da Divina Presença como minha Abundância generosa. Eu estou consciente da atividade constante dessa Mente Infinita e Próspera; portanto minha consciência está preenchida com a Luz da Verdade.

4. Pela consciência que tenho do meu Verdadeiro Eu, do meu Ser Crístico como minha verdadeira Fonte, eu derramo em minha mente e na natureza dos meus sentimentos a verdadeira substância do Espírito – essa substância é o meu suprimento e assim minha consciência da Presença de Deus em mim é o meu suprimento.

5. Dinheiro não é o meu suprimento. Nenhuma pessoa, nenhum lugar ou nenhuma condição constituem meu suprimento. Minha consciência, minha compreensão e meu conhecimento da atividade todo-provedora da Mente Divina dentro de mim é meu suprimento. Minha consciência dessa Verdade é ilimitada; portanto, meu suprimento é ilimitado.

6. Meu suprimento interno, instantânea e constantemente, toma a forma e a experiência das minhas necessidades e desejos e, como o Princípio do Suprimento em ação, é impossível que eu tenha qualquer necessidade ou desejo insatisfeitos.

7. A Consciência Divina Eu Sou está sempre expressando sua verdadeira natureza de Abundância. Isso é sua responsabilidade, não minha. Minha única responsabilidade é estar consciente da Verdade. Portanto, eu estou totalmente confiante em soltar e deixar que Deus apareça como a suficiência total e abundante em minha vida e meus negócios.

8. Minha consciência do Espírito dentro de mim como uma Fonte ilimitada é o Poder Divino que restaura os anos que o gafanhoto tem comido, que faz todas as coisas tornarem-se novas, que me eleva para a Alta Estrada da prosperidade abundante. Essa consciência, essa compreensão e esse conhecimento do Espírito aparecem em cada forma e experiência material que eu possa vir a desejar.

9. Quando estou consciente do meu Verdadeiro Eu como meu abastecimento total, eu me torno totalmente preenchido. Estou, agora, consciente dessa Verdade. Eu encontrei o segredo da vida e descanso no conhecimento de que a Atividade da Abundância Divina está eternamente operando em minha vida. Eu, simplesmente, tenho de estar consciente da fluência da radiação daquela Energia Criativa, que de maneira contínua, fácil e sem esforço está transbordando da minha Consciência Divina. Eu agora estou consciente. Eu agora estou no fluxo.

10. Mantenho minha mente e pensamentos desligados deste mundo e concentro inteiramente Deus em Mim, como a Causa da minha prosperidade. Admito a Divina Presença como a única atividade em meus negócios financeiros e como a substância de todas as coisas visíveis. Ponho minha fé no Princípio da Abundância em ação dentro de mim.

COMO ESTÁ A SUA COTA BANCÁRIA?

AH!! EU NÃO SEI VOCÊS, MAS COM CERTEZA FIS ISSO SIM.



“Tom, não estou lhe levando um problema; é apenas uma dúvida: como vibrar abundância quando olhamos para o extrato conta bancária e ela está zerada?”

Ok!

E eu te respondo te contando um baita segredo em termos de Lei da Atração. Mas quero que me prometas que não vais contar isto pra ninguém!


Sentimentos criam!

Veja só! Sentimentos, por si só, geram realidades!

Sentimentos criam absolutamente tudo em termos disso que tu chamas de tua realidade. Se o saldo de tua conta bancária zerou, certamente não tinhas o mais remoto conhecimento a respeito disso.

Vamos além???

Antes de acontecer a secura senegalesca da tua conta bancária, tem uma coisa que desertificou primeiro: o gerenciamento de teus sentimentos, pelo menos no quesito abundância.

Abundância, seja em termos de grana ou de qualquer outra coisa que se possa desejar, só acontece quando vinculamos nossos desejos às sensações relacionadas quando nos imaginamos já possuidores daquilo.

Abundância está relacionada à liberdade? Então que te sintas livre antes!

Como fazê-lo olhando para um extrato bancário tão engraçadinho como Chuck, o Boneco Assassino e vendo as contas se acumularem na gaveta da cômoda?

Pois faça um feedbackzinho basicão e olha como fizeste pra chegar na situação atual!

Como te sentiste no dia a dia, no Agora após Agora pra arremessar tuas finanças na merda?

Veja que poder fabuloso que tens!!!

Foste capaz, após uma sequência fabulosa de sentimentos miseráveis em termos de finanças, de fazer tua grana escoar pelo ralo.

O que pode ter havido pra te fazer sentir assim, eu não sei...

Falaram em crises financeiras horrendas no País ao longo do ano inteiro. Acreditaste??? Incorporaste a crise criada por outrem à tua própria existência???

Passaste a aguardar os efeitos da tal crise em tua vida feito uma coitada???

VOCÊ JULGA PELA APARÊNCIA

A forma e a experiência são apenas efeitos, aparências – e disseram-nos para não julgarmos pelas aparências! “Julgar” alguma coisa significa acreditar nela, assumi-la como verdadeira e concluir que é real. Mas disseram-nos para não fazer isso. Por que? Porque tudo que aparece como um efeito não tem valor próprio; o único atributo que um efeito tem são aqueles que você lhe dá.

Dinheiro é um efeito.

Quando você se concentra no efeito, está esquecendo-se da causa, e quando você esquece a causa, o efeito começa a diminuir. Quando você põe o foco de sua atenção em “conseguir dinheiro”, você está, na verdade, fechando seu suprimento.

O certo é começar, neste exato momento, a parar de acreditar que o dinheiro é sua substância, seu suprimento, seu suporte, sua certeza e sua segurança.

 O dinheiro não é nada disso, mas Deus é!

VOCÊ TEM ALGUMA OBJEÇÃO EM SER RICO?

Há certos princípios que regem a abundância, fundamentos específico da Verdade que, quando compreendidos, libertam o indivíduo do sentimento de falta e limitação. Como esses princípios são espirituais, um programa de prosperidade com base na Verdade não pode ser implementado por quem tenha ganância, avareza e egoísmo em sua própria consciência; se assim for, a abordagem mística para conseguir dinheiro certamente falhará, mas, de qualquer forma, renderá ricos dividendos sob a forma de experiência e compreensão das causas e efeitos espirituais da abundância. Além disso, como a riqueza espiritual – visível e invisível – só pode ser alcançada realização, o simples fato de a consciência ter retido uma compreensão subjetiva, já assegura que a manifestação é para o bem comum. Em síntese, o caminho espiritual para a abundância é “manejado” em favor daqueles com pureza de causa. Como Emerson colocou: “Os Dados do Senhor estão sempre carregados”.


Agora vamos olhar de perto os princípios da prosperidade, examinando, primeiro, a sua consciência.

Você tem aversão à riqueza?

Você tem alguma objeção em ser rico?

A palavra “abundância” o incomoda?
Se você tiver a menor reserva, então é melhor checar o seu sistema de crenças em relação a Deus.

Traçando o Princípio Da Suficiência Plena

Os antigos ensinavam que ter o entendimento de si mesmo equivalia a ter o entendimento de Deus, e que pelo processo de meditação nos é dados o poder de liberar a Energia Divina de dentro de nós e de transmutar a discórdia em harmonia, a ignorância em sabedoria, o medo em amor e a falta em abundância. Os iniciados eram treinados para conceber a mais alta visão com seu Verdadeiro Mestre Interior – a Fonte de Tudo.


Estudantes dos sagrados mistérios eram, também, instruídos quanto ao uso do inato poder irradiante e magnético no exercício do domínio de si. Por meio do trabalho com a rítmica energia proveniente do Eu Superior, qualquer tipo de bem que fosse necessário para se efetuar uma troca era tido como um instrumento da boa vontade superior, assim como o dinheiro, que nada mais era que um simples sinal da apreciação pelo serviço de alguém, ou mesmo um símbolo de amor e integridade.

Sem entrarmos muito no mérito da questão, um ensinamento, em particular, permaneceu constante durante o processo de iniciático: mente e emoções personificando amor, gentileza e paz eliminam a limitação, de modo que a consciência de um estado pacífico e inofensivo liberte o indivíduo do cativeiro e das restrições do pensamento da raça humana.

Algumas Mensagens:

O homem nasceu para ser rico, ou crescer rico pelo uso de suas faculdades, pela união do pensamento com a natureza. (Emerson)


O que precisamos entender, acima de todas as coisas, é que Deus tem provido nossas maiores necessidades a cada minuto de nossa vida diária e que, se experimentamos falta de qualquer coisa, é porque não temos usado nossas mentes para fazer o contato correto com a supermente e com o raio cósmico que automaticamente flui do que nos falta. (Prosperity, de Charles Filmore.).

A VERDADE E A LEI


Quanto mais profunda for a sua compreensão do Espírito como sendo a Fonte, a Substância e a Ação necessárias ao seu suprimento, mais permanentemente esta Verdade será gravada em sua consciência. Esta é a Lei.

JOHN RANDALPH PRICE

A VERDADE E A LEI


Seu mundo externo, de forma e experiência, é um reflexo de seu mundo interno, de pensamentos e sentimentos.Assim embaixo, tal qual em cima; assim por fora, tal qual por dentro.
Esta é a Lei.

coloque seu email:

Delivered by FeedBurner