Tradução

Selecione o mês - Arquivo

Pai Nosso - por Lauro Trevisan

PAI NOSSO

A Oração ensinada por Jesus



Jesus passava muitas vezes noites inteiras a orar e a meditar.
Um dia ele ensinou uma oração.
Antes de tudo, ensinou como se deve orar.
E começou por dizer que de nada adianta orar para se exibir; para mostrar que é religioso; que é melhor do que os outros; para ser admirado e prestigiado; para ser valorizado.
Orar com esta intenção é ignorância total. Disse ele : “ quando orardes, não procedais como os hipócritas que gostam de se exibir nos santuários e nas esquinas das ruas, orando para serem vistos pela gente. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa”.
Neste caso a oração não ia além de uma encenação.
Rezar com esta finalidade é uma perda de tempo.
Também, ensinou o mestre : “Não faleis muito quando orais, como o fazem os que cuidam ser atendidos pelo muito palavreado. Não os imiteis.”

O mestre está certo, porque o resultado da oração não depende de longos discursos, de argumentações cerradas, de longas horas de sacrifício. “ Vosso Pai sabe o que haveis mister”, completou Jesus. O resultado da oração depende apenas da fé. Se tiver a fé de uma grão de mostarda, basta uma palavra. A seguir, Jesus ensina a atitude correcta para a prece: “ Tu, porém, quando orares, entra no teu aposento, fecha a porta e ora a teu Pai às ocultas; e teu Pai, que vê o que é oculto, te há-de recompensar.” Quando orar entre num local silencioso e propício, ou entre dentro de si mesmo, no seu secreto, no seu templo interior. “Fecha a porta”, quer dizer, torne fácil a sua oração, a sua meditação, o seu contacto com o mundo interior, evitando ruídos interiores e exteriores. “ E ora a teu Pai às ocultas”. Faça a sua oração ao Pai, isto é, ao Deus que habita o seu interior. “Às ocultas” quer dizer no silêncio de si mesmo. Mergulhado nas profundezas do seu ser.

PAI NOSSO QUE ESTAIS NOS CÉUS


Agora que entrou em contatco com o Pai, Jesus ensina a oração que deve fazer, ou seja, o que deve dizer ao Pai. “Assim é que haveis de orar : Pai Nosso que estás nos céus”
Você começa a chamar Deus, o Poder Infinito, a Presença Infinita, o Eu Superior, o Criador, Pai. Deus é seu Pai, então apresente-se como filho.
Desde logo, sabe com quem está a tratar : com o seu Pai. E seu Pai habita o céu da sua mente, quer dizer, a realidade mais elevada, mais divina, mais superior. Por isso, ele é o Pai Celestial. Para chegar ao seu Pai interior é preciso alcançar as regiões celestiais de si mesmo, as regiões mais profundas, ou mais elevadas, mais límpidas, mais puras, mais positivas, mais iluminadas.

SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME


Saiba que está a tratar com o ser mais santo, mais perfeito, mais poderoso, mais sábio, mais iluminado, mais elevado. O Altíssimo. É seu Pai. Mas é Deus. Quando as coisas não vão bem na sua vida, é idiotice ofender a Deus, insultá-lo. Sim, porque é você que cria os seus problemas, e não Deus. O Pai é a solução, a recompensa, o resultado daquilo que lhe pede. O seu pensamento e as suas crenças são a sua primeira oração. Se a sua mente é negativa, pessimista, maléfica, o mal acontece por sua conta e não pela ordem divina. Volte-se para o Pai, para o Bem, para a casa paterna e tudo lhe será dado multiplicadamente. Mas é livre até para ser um filho pródigo. No entanto, se agora mesmo voltar para sua casa, onde mora o seu Pai, será recebido com amor e haverá festa grandiosa no seio de Deus.

VENHA A NÓS O VOSSO REINO


O reino de Deus existe. É o Bem. É o mundo positivo e saudável. É o reino dos céus e da felicidade. É o banquete celestial. É a festa interior.
Nesse reino é que deve viver.
Se está longe desse reino, peça, como ensinou Jesus, para que o Pai lhe traga este maravilhoso reino celestial.
Principalmente a si, que está caído na beira da estrada, que está a rolar pelos descaminhos dos sofrimentos, das depressões, das drogas, das doenças, dos fracassos, dos ódios, peça, com fé, para que o Pai o conduza finalmente ao seu reino lindo, encantador e feliz, que é o estado mental celestial.

SEJA FEITA A VOSSA VONTADE



Este pedido não significa deixar o barco correr, soltar-se pelos desconhecidos da vida, andar aos trancos e barrancos. Pedir para que seja feita a vontade do Pai, não é esvaziar os seus ideais, objectivos, as suas aspirações e deixar-se levar ao deus-dará. O que pede, nesta afirmação, é que a vontade do Pai – que é a perfeição – seja feita em si. Por outras palavras, pede que o Pai faça com que se realizem em si, aqueles desejos grandiosos que ele teve ao criá-lo. Ao fazer esta afirmação, está a pedir para o Pai o tornar saudável, feliz, perfeito, amável, calmo, misericordioso, bondoso, generoso, forte, positivo, poderoso, magnãnimo, rico, autoconfiante, seguro de si, inteligente, sábio, útil, criativo, inventivo, produtivo, paciente, liberto, desapegado, pacífico, dono do universo...

ASSIM NA TERRA


Voçê está a pedir humildemente, e confiante como filho, que o mundo maravilhoso, benéfico, sadio, e positivo do Pai, aconteça no seu corpo que é a Terra.


COMO NO CÉU


Sim, é necessário que a vontade benéfica e positiva do Pai se manifeste também no seu céu interior, na sua mente consciente e subconsciente, no seu espírito, na sua alma, enfim.
Existe a vontade do Pai, manifestada na sua mente, quando a sua mente está no reino dos céus, em estado de felicidade e de amor. Enquanto estiver triste, deprimido, negativo, em baixo astral, pessimista, decaído, desesperado – não se está a manifestar em si a vontade do Pai. Faça esta oração do Pai Nosso, pedindo, com fé, para que a vontade do Pai, que é a alegria, a felicidade, o céu, a saúde, o sucesso, o progresso, a luz, se manifeste na sua mente.

O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE



O pão é o símbolo do alimento em geral, necessário ao ser humano, porque o pão sempre foi, desde os primórdios da humanidade, o alimento básico e indispensável.
Pão quer dizer a alimentação total necessária. Portanto, passa fome quem não reza o Pai Nosso, ou quem reza mas não sabe o que está a dizer, ou quem reza mas não acredita no que está a dizer.
Hoje ora : O pão nosso de cada dia nos dai hoje.
Amanhã reza : O pão nosso de cada dia nos dai hoje
Como o Pai sempre atende, nunca passará fome. É impossível um verdadeiro cristão - aquele que faz esta oração ao Pai – passar necessidade. Se está a passar privações é porque não faz a oração do Pai Nosso com fé.
Se ao invés de ensinar o povo a revoltar-se contra os que têm a mesa farta, todos os pregadores ensinassem o povo a rezar o Pai Nosso, com fé, conseguir-se-ia alimentar a humanidade muito mais facilmente, e sem ódios.
Mas além de pão significar alimento, encerra no seu conteúdo maior, todos os bens materiais, como casa, cama, roupa, remédio, carro, dinheiro, frigorífico, fogão, televisão, arado, tractor, camião, pá, enxada, assim por diante. Nessa afirmação, Jesus ensina a pedir os bens materiais.


PERDOAI-NOS AS NOSSAS DÍVIDAS



A dívida é o que tem de pagar e o que tem a pagar é o resultado dos seus pensamentos, crenças, palavras e actos negativos e nefastos.
A cirrose do viciado em álcool é a dívida contraída por ele, é o resultado negativo. A depressão do deprimido é a dívida contraída por ter alimentado pensamentos e sentimentos de depressão.
Tristeza, ódios, depressão, stress, doença, sofrimentos, desespero, desãnimo, baixo astral, amarguras, ansiedades, angústias, tormentos, hipocondria, neuroses, psicoses, aflições, nervosismos, e tantas outras consequências, são as dívidas que a pessoa está a pagar por uma atitude ou processo mental negativo. Noutra linguagem, é o Karma, ou seja, a consequência, o resultado, o fruto.
Como a dívida já está a ser paga nesta vida – daí a razão desta afirmação do Pai Nosso - , creio que está correcto dizer-se que todo o acto se paga a si mesmo. O ódio produz o resultado do ódio, a alegria produz o resultado de alegria, o mal produz o resultado que é expressado em forma de doença ou de outra realidade negativa qualquer.


ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS AOS NOSSOS DEVEDORES



É claro que não estamos a pedir a Deus que seja bom e magnânimo como nós somos. O que estamos a pedir é que Deus perdoe as nossas dívidas como nós estamos dispostos agoa a perdoar os nossos devedores. Seria maldade e hipocrisia pedir a Deus que perdoe as suas dívidas, mas não estar disposto a perdoar aos seus inimigos e devedores. Como quer que a justiça divina perdoe as suas injustiças se não concorda em perdoar as injustiças que os outros fizeram a si ?
Peça perdão de todas as dívidas da sua vida e limpe a mente e o seu coração de toda a maldade para com o outros. Adianta pedir que o Pai perdoe os resultados dos seus ódios se continua a guardar ódio para com a outras pessoas ?
Limpe a sua mente dos seus males e, ao mesmo tempo, liberte-se dos males dos outros. Lembre-se que só você pode fazer a sua felicidade. Mantenha, portanto, a mente límpida e positiva em relação a todas as pessoas.


E NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO



Tentação é a insinuação mental para praticar algum mal. Como ninguém deseja o mal para si, tentação é ignorância. Por exemplo, se vê uma pessoa que o prejudicou, talvez sinta a tentação de falar mal dessa pessoa. Como todo o mal que pensa, fala, deseja ou faz a alguém, acontece na própria pessoa, e pela lei do retorno, volta multiplicado, só por ignorância falará mal. Se tem um carro para vender, pode sentir a tentação de citar qualidades que o carro não tem, para valorizá-lo mais; como o caminho da riqueza é mental, está a entrar pelos beco errados. Como todo o pensamento busca a própria materialização, ceder à tentação de ficar a falar das suas desgraças e doenças, nada mais faz do que reforçá-las e ninguém deseja que o seu estado de saúde piore.
A tentação, pelo próprio sentido da palavra, é sempre para o mal, daí a necessidade de resistir aos pensamentos e desejos maléficos, porque além de não trazerem vantagens, trazem, isto sim, prejuízos.
A tentação vem sempre associada a algum tipo de prazer intenso, senão, logicamente não seria tentação.
Jesus disse, em outra ocasião : “ Vigiai e orai para não cairdes em tentação”.
Muita gente sente inclinação de pensar o mal, não por ser uma criatura naturalmente má, mas pelo hábito. Quanto mais repete pensamentos e imagens, mais se gravam no seu subconsciente, passando a fazer parte da sua realidade. É apenas questão de hábito e não de inclinação para o mal. Se a partir de hoje, persistir a pensar, falar, desejar e fazer só o que for benéfico e positivo – formará o hábito e o seu subconsciente reagirá dessa forma, tornando a sua vida normalmente positiva. Na verdade, é muito mais fácil pensar o bem do que o mal porque, na sua verdadeira identidade e realidade, é filho de Deus, e todo o filho de Deus é bom por natureza. Não há porque pregar contra o mal, mas há que pregar sempre o Bem, porque esta é a verdade do ser humano. Daqui para a frente, como Deus é a resposta da sua oração, terá sempre pensamentos positivos e benéficos, porque o Pai está a defendê-lo das tentações maléficas.


MAS LIVRAI-NOS DO MAL



Trata-se do mal em todas as dimensões : acidentes, fracassos, desgraças, pensamentos negativos, depressões, egoísmo, prepotência, desãnimo, trsiteza, desespero, neurose, nervosismo, doença, inquietação, medos, traumas, complexos, angústias, ansiedades, sofrimentos, insegurança, timidez, ganãncia, exploração, roubo, violência, ódio, raiva, mágoa, problemas, preocupações, e tantos outros males.
Agora que invocou o pai, para livrá-lo de todo o mal, assim é e assim será. Lembre mais uma vez a afirmação da Bíblia “ Ao invocar-me, eu ouvirei e atenderei “ disse Deus.
Ao fazer essa afirmação do Pai Nosso, esteja certo de que se colocou sobre a protecção divina. Caminhe alegre e despreocupado, porque a mão divina o conduzirá por caminhos abençoados.

Do livro: O Poder da Fé

9 comentários :

  1. Amo o Lauro Trevisan....Tudo que ele escreve é tudo verdadeiro e se tivemos a humildade de reconhecer poderemos estar mais pròximos de Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Vanessa Morais, obrigada por sua participação.... Também aprecio muito esse autor, e a interpretação dele do "PAI NOSSO" é maravilhosa!! Um bom dia para você; vibrações auspiciosas !

      Excluir
  2. Maravilhoso!Inspirador, Esclarecedor, Abençoado.... Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Dirce Dalbello! obrigada por seu retorno! Concordo totalmente com você essa leitura do "Pai Nosso é esplêndida. Sabe o "Pai Nosso" sempre me tranquilizou, mas depois dessa leitura do Lauro Trevisan tomou outra proporção!!Me sinto "abençoada""
      Dirce , temos um vídeo, para quando os nossos leitores estiverem em algum lugar que não possam ler! Eis o link: https://www.youtube.com/watch?v=4MfOUg2oPYY
      Gratidão Profunda , Vibrações Aispiciosas para você!

      Excluir
  3. Amo o PDRE LAURO agradeço a EUS todos os dias da minha vida por DEUS ter posto os livros do PADRE ALURO NA VIDA saia da sindrome do panico lendo os livros do PADRE LAURO , principlamente o livro CURE-SE VC É SEU PROPRIO REMEDIO.

    ResponderExcluir
  4. Amo o PDRE LAURO agradeço a EUS todos os dias da minha vida por DEUS ter posto os livros do PADRE ALURO NA VIDA saia da sindrome do panico lendo os livros do PADRE LAURO , principlamente o livro CURE-SE VC É SEU PROPRIO REMEDIO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilha Idiomás.. eu também já passei por uma crise de "Síndrome do Pãnico" e sei que não fácil...rs...na época além dos livros do Lauro Trevisan ..também me ajudou muito o "Meditando com Braian Weiia
      "https://www.youtube.com/watch?v=A1LDUjO-2Qo
      Faço até hoje!
      É isso aí!!
      Obrigada por sua participação e um escelente dia para você! Vibrações Auspiciosas

      Excluir
  5. Padre Lauro já é o "pão nosso de cada dia" que nos é concedido pelo Pai. É o alimento para começarmos fortes cada jornada e terminá- las agradecendo os resultados.

    ResponderExcluir

Olá!! Deixe aqui o seu comentário, diga o que achou sobre a leitura.Sua participação é muito importante. Obrigada.

coloque seu email:

Delivered by FeedBurner